Mitos e verdades sobre o chocolate

Data da postagem: 28/03/2018 | Nº de Visualizações: 277
Você está vendo uma matéria da coluna: Saude-e-beleza

A Páscoa está chegando e com ela os chocolates. Prazer e culpa andam juntos quando o assunto gira em torno desta iguaria. Não é por menos: a delícia consumida pelos astecas e maias estimula a liberação de serotonina, o mesmo hormônio que liberamos durante o sexo. Mas, como se sabe, o deleite vem acompanhado de uma alta dose de calorias: segundo o acupunturista e nutrólogo Leandro Gago, apenas uma barra grande de chocolate pode conter até 700 calorias. O segredo para saborear sem sofrer depois, portanto, reside na moderação. 

“O chocolate não é vilão nem mocinho. Nesta história, o bandido é a quantidade. Tudo em quantidade pode matar, até água. O chocolate contém gordura saturada e açúcar, que são outros vilões. Mas também tem flavonóides, que ajudam no combate ao colesterol — explica o médico. 

Mas para quem quer aproveitar as benesses do chocolate, é melhor se acostumar com o gosto das versões mais amargas, com 70% ou mais de cacau, que têm bem menos gordura e açúcar. 

De acordo com Leandro Gago, o consumo de 30 gramas por dia de chocolate amargo, dentro de uma dieta balanceada, teria mais benefícios do que malefícios . “Eu não defendo que ninguém se abstenha de comer seu chocolate na Páscoa, mas deguste com moderação” recomenda o médico, explicando que nesta época do ano as estripulias são permitidas o mais importante é ter equilíbrio durante a vida. E ele dar uma dica: prefira os chocolates amargos e feitos que utilizou a manteiga de cacau como a principal fonte de gordura e, não, a gordura vegetal hidrogenada. E ele dá uma dica: prefira os chocolates amargos que utilizam a manteiga de cacau como a principal fonte de gordura e, não, a gordura vegetal hidrogenada, já que esta faz mal à saúde. 

Confira abaixo com Leandro Gago mitos e verdades sobre o chocolate. 

1. “Chocolate branco não é chocolate”. 

 VERDADE. Não só não é chocolate, como é um grande vilão de quem quer manter uma alimentação saudável. De acordo com Gago, o chocolate branco é “apenas uma mistura de açúcar, óleo e gordura”, afirma o médico. 

2. “Chocolate diet é bom para dieta”. 

 MITO. O chocolate diet é apenas recomendado para diabéticos, pois não contém açúcar. Já quem está de dieta deve fugir da maioria das marcas “diet”: “O chocolate diet é uma armadilha em termos calóricos, porque ele tem, geralmente, mais calorias. O que a indústria tira de açúcar, ela coloca de gordura, para manter o sabor agradável” explica. Assim sendo, atenção às informações nutricionais contidas no rótulo do chocolate “diet” para fazer a melhor opção. 

3. “Chocolate vicia”. 

 MITO. O chocolate não causa nenhum tipo de dependência. Se as pessoas não conseguem largar dele, é por causa da sensação de prazer que a serotonina libera. 

4. “Chocolate ajuda durante a TPM”. 

 VERDADE. Mais uma vez, a serotonina ajuda a responder a questão. É ela que auxilia no combate à ansiedade e à irritação típicas da TPM. Mas, da mesma forma, a tensão pode ser atenuada com exercícios físicos ou sexo, outras duas atividades que liberam a substância.

5. “Chocolate ajuda nos estudos”.

DEPENDE.
 Segundo Leandro Gago, o chocolate é fonte de energia e contém estimulantes, como a cafeína e a teobromina, podendo, portanto, dar maior disposição para quem precisa encarar uma maratona de estudos ou de exercícios. “Mas não adianta achar que comer um ovo de Páscoa antes prova vai garantir um bom resultado.”

 6. “Chocolate dá espinha”.

MITO. Não há nada que comprove a relação do cacau com o surgimento das espinhas (acne). Na verdade, a alta carga glicêmica (quantidade de glicose) de alguns doces, como o chocolate, pode gerar alteraçoÌes em paraÌmetros bioquiÌmicos e endoÌcrinos relacionados ao desenvolvimento da acne.

7. “Chocolate pode ajudar na prevenção do Alzheimer”.

VERDADE.
 De acordo com o médico Leandro Gago, estudos apontam que o chocolate, segundo alguns estudos, pode reduzir a incidência de mal de Alzheimer e demência. “Não quer dizer que você vai dar chocolate para o avô e ele vai se curar. Não funciona para melhorar quem já tem. Mas há trabalhos que mostram que grupos populacionais que consomem o chocolate ao longo da vida tem menor incidência desses tipos de doenças mentais” explica o especialista. 

 
Serviços:  

Dr. Leandro Gago - Clínica Médica – Nutrologia – Acupuntura – Homeopatia 
 

Catete: Largo do Machado, 39 – 2° andar – Sala 5.

Telefone: 2205-2303/ 98697-2506
 

Barra da Tijuca: Avenida das Américas, 3434, bloco 4, sala 412. 

Telefone: 3437-3295/ 2434-2592/ 99913-1898

Compartilhe este materia:

Deixe seu comentário:

Curta você também nossa página no facebook

Acesse nossas redes sociais

Rua Domingos Ferreira, Nº102/501 - COPACABABA - Rio de Janeiro - Brasil
Tel: (21) 2135-0977 / 3093-2024
Copyright © 2012 - Cariocas "o jornal que é a sua praia" | Todos os direitos reservados.