PESQUISA INDICA QUE MAIS DE 70% DA POPULAÇÃO MUNDIAL APRESENTA ALGUM INCÔMODO OU DOR NOS PÉS

Data da postagem: 08/03/2017 | Nº de Visualizações: 161
Você está vendo uma matéria da coluna: Saude-e-beleza

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, os pés são tão importantes para saúde e o bem-estar como qualquer outra parte do corpo. Problemas no tendão calcâneo (conhecido como tendão de Aquiles), metatarsalgia, joanete, fascite plantar, neuroma Morton, esporão do calcâneo, entre outros, tornam o simples ato de calçar sapatos um desafio e, no limite, chegam a ser incapacitantes em função da dor que causam.

De acordo com a Associação Brasileira de Medicina e Cirurgia do Tornozelo e Pé (Abtpé), mais de 70% da população mundial apresenta algum incômodo ou dor nos pés não decorrentes de trauma em alguma fase da vida.

Segundo o ortopedista José Carlos Cohen, Coordenador de Cirurgia do pé e Tornozelo do Hospital Universitário Clementino Fraga, da UFRJ, deve-se estar atento a qualquer sintoma nos pés que não faça parte do dia a dia. “Problemas no tendão calcâneo podem ocasionar desequilíbrios em outras partes do pé. Ao sinal de qualquer dor, procure um médico”, afirma o especialista.


O que pouca gente sabe é que o tendão calcâneo tem a função de nos ajudar a dar passadas e, por isso, é fundamental para o arranque na hora de caminhar. Por ser muito importante para a movimentação, é preciso protegê-lo, alongando a cadeia muscular posterior das pernas.  Ainda de acordo com José Carlos Cohen, é esse aquecimento que permite ao tendão ganhar elasticidade, distribuindo a energia de forma equilibrada entre músculos, tendão e osso. “Se a pessoa não se previne, poderá apresentar algum sintoma doloroso. Quando há encurtamento , o tendão calcâneo acaba provocando desequilíbrios e dor em outras regiões dos pés. A falta de alongamento do tendão de Aquiles é uma das principais causas da fascite plantar e metatarsalgia  ”, explica o ortopedista.

A fascite plantar é a queixa mais frequente no consultório do especialista em pé e tornozelo . À medida que o encurtamento da cadeia posterior é o grande responsável, o salto alto se apresenta como um dos principais vilões causadores da patologia. “Isso ocorre com bastante frequência entre mulheres que usam salto alto por um tempo muito longo durante a vida. É que o salto impede a musculatura de se alongar e encurta essa área devido ao uso excessivo desse tipo de calçado. As consequências são dores nas plantas dos pés no momento em que a mulher sai do salto alto, trocando-o por uma rasteirinha”, explica Cohen acrescentando que a fascite é um problema intermitente, ou seja, depois que aparece, dura em torno de 10 meses. “O tratamento é baseado no alongamento da musculatura posterior da perna”, observa o ortopedista.


Outro problema é a metatarsalgia, que pode ter origem genética ou aparecer pela sobrecarga dos dedos. Causada por uma alteração no formato dos ossos dos pés, e também em função da existência de joanete, que causa uma insuficiência do grande dedo, fazendo com que ele receba menos carga do que deveria, sobrecarregando os dedos menores.

“Nessas situações, aparecem calosidades plantares, dedos em garra ou a sobreposição de um dedo no outro. O joanete é responsável pelo desequilíbrio na distribuição do peso nos dedos. O grande dedo, que deveria receber dois sextos do peso da pessoa, passa a receber apenas um sexto. O resto acaba sendo absorvido pelos quatro dedos menores, que não estão preparados para recebê-lo”, explica.


SOLUÇÕES 

Segundo José Carlos Cohen, a prevenção está nos exames que podem de forma clara identificar as complicações. “O resultado destes exames possibilitará o tratamento adequado ao problema que o paciente esteja enfrentando”, finaliza o médico.

Serviço:                     

Clínica Ortopédica Cohen
Tel.: 21 2294-6292
Rua Visconde de Pirajá, 547 – Sala 701 – Ipanema -Rio de Janeiro – RJ

www.clinicacohen.com.br

Compartilhe este materia:

Deixe seu comentário:

Curta você também nossa página no facebook

Acesse nossas redes sociais

Rua Domingos Ferreira, Nº102/501 - COPACABABA - Rio de Janeiro - Brasil
Tel: (21) 2135-0977 / 3093-2024
Copyright © 2012 - Cariocas "o jornal que é a sua praia" | Todos os direitos reservados.